À MARGEM DA PRÓPRIA MARGEM: HOMOSSEXUALIDADE MASCULINA NA VELHICE

Ser gay e idoso, um duplo estigma.

Por Marlon Dias

Em 2008, Rafael Saar apostou na simplicidade para compor um roteiro cinematográfico que pudesse ser produzido em poucas semanas. Estava no último ano do curso de Cinema da Universidade Federal Fluminense quando pensou em roteirizar a história de personagens identificados pelo ineditismo na representação dramatúrgica até aquele momento: os homossexuais com mais de 60 anos.

Continuar lendo