Conheça todos os direitos LGBTs assegurados por Lei

Pensão_União gay_Santa Catarina

Em razão da decisão do Supremo Tribunal Federal (05/05/2011) os casais de mesmo sexo já são reconhecidos enquanto família e a eles são garantidos os mesmos direitos dos casais heterossexuais, portanto, os casais de mesmo sexo tem o direito a conversão da sua união estável em casamento, bem como, o direito a adoção. Também no âmbito do serviço público a nas empresas privadas deverão ser garantidos os mesmos direitos dos casais heterossexuais aos casais homossexuais. Neste sentido, deverão ser garantidos os direitos à plano de saúde, licença gala, entre outros direitos.

Continuar lendo

E viva a pluralidade!

Nesta minha “jornada” profissional, pessoal e principalmente política, graças ao exercício constante de cada vez mais assumir uma postura empática e de acolhimento ao outro, tenho tido a possibilidade de deslumbrar uma enorme variedade de manifestações e expressões da(s) sexualidade(s) humana.

As nuances que toda esta pluralidade assume, tem embriagado meus olhos e meus pensamentos. Quanta criatividade e possibilidades se apresentam em uma tentativa emocionante de sentir-se um pouco mais feliz. E quantas, quantas, quantas pessoas lutam diariamente para legitimar e garantir o seu espaço e visibilidade.

Algo do tipo : “Ei, eu existo! E por mais estranho possa parecer pra você o meu desejo e identidade, eu estou aqui e preciso ser respeitado”.

E nossa… O quanto tenho aprendido com todas estas manifestações. Primeiro que a intolerância não escolhe orientação sexual, etnia, identidade de gênero, classe econômica, o escambal. A violência e desrespeito ao outro está presente até naqueles que – teoricamente –  poderiam assumir uma postura mais acolhedora com o diferente por, justamente, saber o quanto dói ser discriminado.

E meu amigo…. Na tentativa de garantir o direito do outro ser quem é, eu brigo mesmo. Aí não tem “causa” ou “movimento”  nenhum que me silencie. O principal ou talvez o único movimento que eu siga é o o movimento da dignidade humana.

Meu muitíssimo obrigado a todas as pessoas que me possibilitam direta ou indiretamente aprender todos os dias o que é “ser humano”.

45 fotos para celebrar 45 anos de ORGULHO!

“Não há nada mais fraco, mais pusilânime, mais controlável que uma bicha. Elas são maricas, são fracas; incapazes de se defender ou agredir. Mas naquela noite não.”

Continuar lendo

Dia do Orgulho LGBT: gays e trans listam 10 motivos para comemorar

Foi ontem, mas no decorrer do dia li tantas matérias interessantes sobre o Gay Pride que selecionei algumas para postar aqui.

Continuar lendo

Defender o direito das pessoas serem o que elas são é algo muito distinto de defender “identidades de gênero” – homem, mulher, transexual, travesti e o escambau. Identidades só servem para nivelar e “pasteurizar” as características individuais de cada pessoa, transformando-as em meros “títeres”, em cópias estereotipadas, em pobres representações de categorias conceituais que traduzem muito pouco do que uma pessoa pode ser. Enquanto houver identidades haverá hierarquias e enquanto houver hierarquias haverá desigualdades, preconceitos, intolerância e exclusão entre os seres humanos. Quem defende “identidades”, defende a manutenção das “desigualdades”. Pense nisso, antes de se agarrar e defender de unhas e dentes o seu rótulo de identidade de gênero. Você não é um rótulo: É GENTE!

Por Letícia Lanz

Bárbara e Heitor: casal formado por pessoas trans enfrenta 11h de viagem para viver história de amor

Heitor Rezende sobre Bárbara Macedo: “Foi maravilhoso saber que aquela mulher do Facebook era real”

 

Quem poderia imaginar que uma simples sugestão de amizade feita pela ferramenta do Facebook poderia se tornar em uma nova – e contemporânea – história de amor – com direto a encantadoras fotografias?

Continuar lendo

O fracasso dos estereótipos de gênero

 

Média metragem de 50 minutos. Roterizado e dirigido por Fabio Oliveira, Príscila de Carvalho e Susana de Castro.
Nele se discute a participação da mídia na repetição de estereótipos relacionados aos dois gêneros. Temas como beleza, juventude, raça entre outros são abordados de maneira crítica.
Extraído de :  www.homorrealidade.com.br