Rapaz transexual comete suicídio e deixa mensagem marcante

“Desculpe não ter sido a filha que vocês queriam”

Por Marlon Andrade


Um rapaz transexual de apenas 17 anos cometeu suicídio ao pular na frente de um trem, poucos meses depois dele se assumir como do sexo masculino.

Riley Matthew Moscatel deixou uma mensagem de suicídio em sua conta do Instagram que dizia: “Sou prisioneiro do meu próprio corpo”.

Continuar lendo

Anúncios

E viva a pluralidade!

Nesta minha “jornada” profissional, pessoal e principalmente política, graças ao exercício constante de cada vez mais assumir uma postura empática e de acolhimento ao outro, tenho tido a possibilidade de deslumbrar uma enorme variedade de manifestações e expressões da(s) sexualidade(s) humana.

As nuances que toda esta pluralidade assume, tem embriagado meus olhos e meus pensamentos. Quanta criatividade e possibilidades se apresentam em uma tentativa emocionante de sentir-se um pouco mais feliz. E quantas, quantas, quantas pessoas lutam diariamente para legitimar e garantir o seu espaço e visibilidade.

Algo do tipo : “Ei, eu existo! E por mais estranho possa parecer pra você o meu desejo e identidade, eu estou aqui e preciso ser respeitado”.

E nossa… O quanto tenho aprendido com todas estas manifestações. Primeiro que a intolerância não escolhe orientação sexual, etnia, identidade de gênero, classe econômica, o escambal. A violência e desrespeito ao outro está presente até naqueles que – teoricamente –  poderiam assumir uma postura mais acolhedora com o diferente por, justamente, saber o quanto dói ser discriminado.

E meu amigo…. Na tentativa de garantir o direito do outro ser quem é, eu brigo mesmo. Aí não tem “causa” ou “movimento”  nenhum que me silencie. O principal ou talvez o único movimento que eu siga é o o movimento da dignidade humana.

Meu muitíssimo obrigado a todas as pessoas que me possibilitam direta ou indiretamente aprender todos os dias o que é “ser humano”.

Aline Freitas: “Eu critico o silenciamento das demandas trans”

Aline Freitas: “Eu critico o silenciamento das demandas trans”

Uma das mais respeitadas ativistas trans do país e também militante feminista, ela faz críticas contundentes aos movimentos sociais, denunciando a invisibilidade imposta às pessoas trans e levantando importantes questionamentos a respeito de assuntos como os papeis de gênero e a transfobia

Continuar lendo

Fotógrafa capta características femininas e masculinas em transexuais

“Gender Studies” é um ensaio fotográfico feito pela artista parisiense Bettina Rheims, que explora indivíduos que fogem da categorização de ser homem ou mulher.

9

Trabalhando com jovens transexuais a fotógrafa  analisou mistura, transição e equilíbrios de características femininas e masculinas em um único ser.

A ideia por trás dessas belas e evocativas fotos é fazer um estudo de pessoas que vivem além das classificações estereotipadas do gênero.

Continuar lendo

45 fotos para celebrar 45 anos de ORGULHO!

“Não há nada mais fraco, mais pusilânime, mais controlável que uma bicha. Elas são maricas, são fracas; incapazes de se defender ou agredir. Mas naquela noite não.”

Continuar lendo

Dia do Orgulho LGBT: gays e trans listam 10 motivos para comemorar

Foi ontem, mas no decorrer do dia li tantas matérias interessantes sobre o Gay Pride que selecionei algumas para postar aqui.

Continuar lendo

Bárbara e Heitor: casal formado por pessoas trans enfrenta 11h de viagem para viver história de amor

Heitor Rezende sobre Bárbara Macedo: “Foi maravilhoso saber que aquela mulher do Facebook era real”

 

Quem poderia imaginar que uma simples sugestão de amizade feita pela ferramenta do Facebook poderia se tornar em uma nova – e contemporânea – história de amor – com direto a encantadoras fotografias?

Continuar lendo